O setor de retalho se despede das faturas em papel

O setor de retalho se despede das faturas em papel

Outro fator de sucesso que o setor de retalho não quer renunciar é a faturação eletrónica. Em 2016, o 2o Estudo de competências digitais na empresa do Instituto da Economia Digital (ICEMD-ESIC) mostrou que 43% das empresas realizaram operações bancárias online e 21% adotaram a contabilidade e a faturação eletrónica. Assim, gradualmente, foram incorporadas soluções de faturação eletrónica que simplificam os processos financeiros. Sempre com todas as garantias legais e de segurança.

Faturação digital com garantias

Atualmente, é comum que o papel continue a coexistir com os meios eletrónicos, mas cada vez mais a gestão e a troca digital de comprovantes de pagamento ganha espaço. Os retalhistas perceberam as inúmeras vantagens que isso significa: redução de custos, otimização de armazenamento, simplificação do trabalho, etc.

Naturalmente, nesta transformação para a contabilidade digital, tudo deve estar aprovado e em conformidade com as regras. Podemos enviar as faturas eletronicamente, mas a prova legal ainda é a fatura em papel, ou tudo deve ser feito exclusivamente da forma digital. É aqui que entram os certificados digitais, que têm valor jurídico e legal.  Desta forma, a fatura eletrónica substitui totalmente o papel, com os dados encriptados e sem a possibilidade de serem manipulados.

Se quiser saber mais sobre todos os requisitos e disposições sobre a faturação telemática e a preservação de faturas eletrónicas, consulte o Decreto EHA/962/200.

Leave a Reply

Li e aceito a política de privacidade deste site.

Todas as informações básicas podem ser consultadas nesta ligação.

link mobility - O setor de retalho se despede das faturas em papel